História

A minha foto
Uma Cidade orgulhosa da sua História, mesmo sendo Aldeia Galega desde 1514,reconhecida por Montijo a partir de 1930! Montijo, Capital da Felicidade! Uma Cidade, Uma Causa, MONTIJO por Amor, PORTUGAL por Devoção! Contacto: montijoportugal@gmail.com

VISITANTES

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Filhos da Terra!

Hoje damos início a uma nova rúbrica, com a fantástica colaboração de Ana Tapadinhas, em que se pretende dar a conhecer um pouco melhor a história e percurso de algumas personalidades de Montijo, como um pouco a história da nossa cidade.


DULCE PONTES

Nascida a 8 de Abril de 1969, Dulce José Silva Pontes teve o seu primeiro contacto com o publico aos 4 anos de idade, ao cantar o hino nacional em Montijo. Foi apresentada ao fado pelas mãos de seu tio, Carlos Pontes, um aficionado tauromáquico e fadista e começou a demonstrar a sua paixão pela música sobre as teclas de um piano. Frequentou o Conservatório Nacional de Música de Lisboa (até ao 4º Ano) e estudou dança contemporânea. O seu primeiro projecto musical foi, também, em Montijo, com uma banda de rock urbano (Os percapita) embora sem sucesso. Entre uma e outra participação no teatro e na televisão, foi em 1991 que atingiu o estrelato ao vencer o festival RTP da Canção (a musica “Lusitana Paixão”, alcançando o 8º lugar no festival Eurovisão da Canção do mesmo ano). Misturando o fado com os rimos quentes ibéricos, trás nos um novo conceito de fadista e projecta-se para o estrangeiro onde alcança um enorme reconhecimento.

Álbuns

Lusitana (1992)

Lágrimas (1993)

A Brisa do Coração - Ao Vivo No Coliseu do Porto (1995)

Caminhos (1996)

O Primeiro Canto (1999)

Best Of (2002)

Focus (2003)

O Coração Tem Três Portas (2006)

Momentos (2009)

Singles

Tell Me

Colectâneas

7 Cidades - 7 Cidades/Idade D'ouro/Baía Do Silêncio

La Luz Prodigiosa - La Luz Prodigiosa

Colaborações

Carlos Guilherme - Quando o Coração Chora

Paulo de Carvalho - Pomba Branca

Adelaide Ferreira - Papel Principal

Carlos Nunez - Lela

Andrea Bocell - O Mare E Tu

Uxia - A Rula

Kepa Junkera - Sódade / Maitia nun Zirá

Daniela Mercury - Milagres do Povo

Janita Salomé - Senhora do Almortão

George Delaras - Live at the Herodium (Atenas)

Ennio Morricone - DVD Arena di Verona

Júlio Pereira - CD Graffiti



Conheci-a pessoalmente numa viagem de barco (ainda os cacilheiros faziam a nossa travessia e o cais era «o cais»). Eu era adolescente e ela viajava sozinha, despreocupada, e com um sorriso nos lábios. Aproximei-me e pedi-lhe um autógrafo e, ao dizer o meu nome, ela reconheceu-o pois, segundo me disse, foi aluna do meu tio no Liceu do Montijo. Ali, por momentos, ela era uma mulher igual a todas, com a fama para trás das costas, e uma simpatia invulgar nos dias que correm. É um ícone da nossa terra e motivo de orgulho. De certo que o Montijo a acolheria acaloradamente mas, coube ao Concelho de Bragança esse privilégio. Resta-nos aguardar o seu novo trabalho que, pelo que consegui apurar, está a ser feito em parceria com músicos da Galiza (daí, em parte, a sua escolha pela aldeia de Samil).

Por: Ana Tapadinhas


2 comentários:

Puntusnusis disse...

Adorei a escolha musical que fizeram =)
Ana Tapadinhas

Puntusnusis disse...

Adorei a escolha musical =)
Ana Tapadinhas